Engenharia Química

Duração média: 5 anos

Engenharia Química, a engenharia universal

A Engenharia Química é, dentre as engenharias, a que engloba o maior número de disciplinas. Ela mescla conhecimentos de química, biologia, física, computação e matemática. Muitos, inclusive, a chamam de engenharia universal. De fato, enquanto algumas engenharias são focadas em processos, outras estão mais ligadas a produtos. Se você gosta de processos e produtos, a Engenharia Química é a união perfeita desses dois mundos.

Leia também:
> Qual curso de engenharia devo seguir?

Sempre que a matéria sofrer alterações de fase, estado, composição ou de energia, é preciso que um engenheiro químico esteja acompanhando esse processo. Ele é quem elabora os métodos e aperfeiçoa as técnicas que a indústria precisa para garantir a qualidade do produto. Da extração da matéria-prima à distribuição, o engenheiro químico domina todas as etapas e garante que não haverá comprometimento na composição da matéria.

É importante saber separar o bacharel em Química do engenheiro químico. Apesar de ambos levarem o nome da principal disciplina, há uma diferença conceitual entre os dois. O bacharel em Química tem um foco mais científico, atuando em laboratórios e trabalhando no desenvolvimento de novos produtos químicos. O engenheiro tem uma formação orientada à prática e é mais ligado à indústria e ao processo de fabricação.

Perfil do profissional

Por se tratar de uma profissão abrangente, o engenheiro químico deve desenvolver competências em várias áreas. Para tal, é importante que o profissional tenha afinidade com os seguintes tópicos:

  • Gestão de projetos
  • Pesquisa de compostos
  • Logística fabril
  • Mercado de materiais

Áreas de atuação

O Brasil precisa de engenheiros químicos para atuar em novos ramos da indústria, principalmente o petrolífero por conta da descoberta de petróleo na camada pré-sal. A difícil extração e a necessidade de garantir a qualidade da transformação do petróleo em outros produtos exige o conhecimento característico da profissão.

Outro setor que ganhou bastante notoriedade na Engenharia Química foi o segmento farmacêutico. Os investimentos de empresas privadas no desenvolvimento de produtos também requerem boa noção de processos e profunda familiaridade com componentes químicos.

Disciplinas

Como apontamos no início do texto, a faculdade é bastante interdisciplinar. Com um currículo majoritariamente de exatas, tem muitas cadeiras de física, matemática e, obviamente, química. O estudo de processos começa na segunda metade da faculdade, e o aluno passa a projetar equipamentos para a transformação da matéria. Há também muitas aulas em laboratório para o estudo de compostos, e de matemática para o desenvolvimento na área de cálculos.

  • Física
  • Química
  • Cálculo
  • Geometria descritiva
  • Programação
  • Matemática
  • Engenharia Nuclear
  • Mecânica Aplicada
  • Ciência dos Materiais
  • Polímeros

 

Links úteis