Engenharia de Produção

Duração média: 5 anos

Produtividade, tecnologia e criatividade

As fábricas estão cheias de máquinas e empregados. Por conta disso, a estrutura para produzir um único produto é cara, e são os detalhes da produção que garantem a lucratividade e o sucesso da empresa. Quantidade exata de matéria-prima, levantamento de cada centavo gasto no processamento e busca pelo menor tempo para a distribuição do produto, por exemplo, tornam-se imprescindíveis. Todas essas preocupações garantem uma maior produtividade, palavra-chave da graduação em Engenharia de Produção.

O conhecimento dos procedimentos e as técnicas de melhoria contínua na produção fazem desse profissional um dos mais bem preparados para gerenciar áreas da indústria e de empresas prestadoras de serviços. Em ambos os casos, a qualidade dos processos é o foco do profissional.

Assim como o graduado em Administração, o engenheiro de produção está preparado para gerir empresas e, dependendo da experiência e da formação complementar, até liderar grandes corporações. A diferença entre as duas profissões pode ser traduzida na seguinte metáfora: enquanto o administrador cuida da alma do negócio, olhando para o clima organizacional, as rotinas e o controle de informações, o engenheiro foca na estrutura, que são os processos produtivos e tecnologias necessárias para o desenvolvimento de produtos.

Perfil do profissional

Engana-se quem pensa que o trabalho de engenheiro de produção é rotineiro e repetitivo. É preciso um grande esforço para evoluir processos e buscar soluções no ramo em que a empresa atua. Por isso é importante que algumas características se sobressaiam nesse profissional, tais como:

  • Cuidar de detalhes
  • Ser criativo
  • Estudar bastante o mercado
  • Buscar tecnologias
  • Ter perfil empreendedor

Área de atuação

O mercado de trabalho é abrangente. Com um perfil multidisciplinar e uma sólida base matemática, o leque de opções de trabalho é amplo. A indústria que tem processos produtivos complexos, como a automobilística e a química, é a que mais emprega.

Entre as empresas prestadoras de serviços, lojas de varejo, turismo, finanças, telecomunicações e saúde são as principais empregadoras. Apesar das vagas serem focadas no Sudeste e no Sul, empresas do Centro-Oeste e do interior paulista e gaúcho têm uma forte procura na agroindústria. Ceará e Pernambuco também apresentam déficit desse profissional.

Disciplinas

Algumas faculdades de Engenharia de Produção têm foco em transportes. Outras, mecânica. Agroindústria, química, engenharia civil e software são outras opções de foco. Embora cada uma trabalhe com um setor do mercado, a formação em todas as áreas é bastante completa. Confira algumas disciplinas presentes nesses cursos:

  • Sistemas Produtivos
  • Estatística
  • Ergonomia
  • Metodologia
  • Engenharia e Qualidade
  • Organização Industrial
  • Programação da Produção
  • Gestão Tecnológica
  • Logística e Distribuição
  • Sistemas de Produção

Links interessantes: