Engenharia de Automação

O engenheiro da inovação industrial

Os processos produtivos vivem em constante evolução. A inovação é a garantia de melhorias nos produtos e, consequentemente, desenvolvimento econômico nos mais variados setores da indústria. A competência para projetar, gerenciar e operar os equipamentos responsáveis por esse diferencial nas empresas é do engenheiro de controle e automação.

O profissional, que também atua na manutenção e nas melhorias dos processos produtivos, pode ter formação de bacharel ou de tecnólogo. Ambas estudam três áreas: computação, mecânica e elétrica. Há, contudo, diferença de ênfase entre cursos similares. A Engenharia Mecatrônica, por exemplo, tem como base a pesquisa e o desenvolvimento em mecânica. Controle e Automação atua também na parte elétrica.

Perfil do profissional

Muitos profissionais da área afirmam que o curso é uma mistura de Engenharia de Produção com Engenharia Mecânica. De fato as competências exigidas dos profissionais são similares. Assim, antes de escolher a carreira de engenheiro de automação, avalie se você:

  • gosta de lidar com negócios,
  • se dá bem com cálculos,
  • é um aficionado por inovação e
  • gosta de experimentos e pesquisa científica.

Área de atuação

Há setores tradicionais que seguem contratando fortemente profissionais com a formação de engenheiro automotivo. Manufatura, mineração e petróleo são os principais. Duas novas áreas aparecem como ramos interessantes: a portuária e a pesquisa em automação de produtos domésticos.

O seguimento de máquinas, de automóveis e químico também despontam. Mesmo em momentos de crise econômica, empresas de grande porte raramente deixam de investir em profissionais como o engenheiro automotivo. Para o mercado, sua competência é estratégica para garantir um bom posicionamento no médio e longo prazo.

Disciplinas

A matemática domina o início do curso. Os estudos em cálculo são intensivos e servem para dar uma base consolidada para as disciplinas dos semestres seguintes. Química, física e informática também aparecem no começo. Em geral, os conteúdos são focados na relação com os mais variados setores da indústria. A partir do meio do curso, a engenharia passa para sua especialização, estudando, desenvolvendo e operando máquinas eletrônicas. As principais matérias são:

  • Algoritmos
  • Cálculo
  • Álgebra
  • Física
  • Química
  • Probabilidade
  • Circuitos elétricos
  • Análise numérica
  • Equações diferenciadas

Links interessantes