Ciências Econômicas

Duração média: 4 anos

Organização e responsabilidade financeira

Como entender os contextos financeiros e saber para onde os indicadores econômicos nos levam? Ou como administrar um patrimônio sem que nada saia do controle? As Ciências Econômicas juntam teoria e prática para cumprir essa missão. Nos mercados, a atuação de um economista é cuidar do destino do dinheiro e aprimorar a organização financeira de empresas e pessoas, estruturando a administração e resolvendo impasses. No campo da análise teórica, a ciência busca entender os principais pensamentos econômicos da história e ajuda a desenvolver as estruturas financeiras do mundo.

A versatilidade do profissional das ciências econômicas garante ofertas de trabalho em várias áreas, inclusive como consultor autônomo. Na área pública, setores do Ministério da Fazenda e bancários necessitam constantemente de serviços de análises de viabilidade de projetos, estudo de mercados locais e internacionais, consultas de investimentos rentáveis e realização de auditorias financeiras para garantir melhorias de gestão. Também é seu papel, no setor público, a realização de políticas de governo que ajudem no progresso da sociedade.

O ensino das ciências econômicas é realizado em mais de 200 faculdades brasileiras e as exigências para atuar profissionalmente são bacharelado e registro em conselho regional, conhecido como Corecon. O currículo do curso inclui matérias de matemática financeira e estatística como instrumento de análise e estudo de diversas questões na ordem econômica da sociedade, como as oscilações de produção e oferta de empregos e os mecanismos da economia e de todas suas as relações internas e externas.

Perfil do profissional das Ciências Econômicas:

O exercício de economista exige diversas características, mas estas são as principais:

  • Organização
  • Disciplina
  • Racionabilidade
  • Liderança
  • Atualização constante

Áreas de atuação:

A atuação do profissional de ciências econômicas é bastante ampla, seja no setor público ou privado. Cabe a ele a definição de políticas econômicas para empresas, solução de disfunções financeiras, análise de produtos, comerciantes e consumidores diante de regras de mercado estabelecidas. Ele também pode atuar na elaboração e na instalação de programas de equilíbrio entre receitas e despesas de diferentes setores das instituições, além da equação de problemas de escassez de recursos através da análise da produção de bens e distribuição de renda.

Disciplinas:

A matriz curricular do curso de Ciências Econômicas inclui disciplinas aplicadas e teóricas, como as abaixo:

  • História do pensamento econômico
  • Matemática Financeira
  • Estatística
  • Microeconomia e Macroeconomia
  • Sociologia
  • Ciência Política
  • Comércio Exterior

Links úteis: