Qual a diferença entre as ligações iônica, metálica e covalente?

Nas Ciências da Natureza, a Química trabalha com elementos e substâncias. Pense em tudo o que está ao seu redor, que você percebe com os sentidos, e em cada pedacinho tão pequenininho que você não consegue ver nem tocar individualmente, mas que fazem de todas as coisas do mundo o que elas são.

Assim como a cola dos trabalhos do jardim de infância, as ligações químicas são aquelas que mantém os átomos “grudados”, ou ligados, para usar o termo que cai na prova do Enem e dos vestibulares. Essas ligações são no nível químico e variam de acordo com os elementos.

Ligações químicas inorgânicas

No caso das ligações químicas, a principal divisão na hora de estudar tem a ver com um único elemento: o carbono. Simplificando bastante, tudo que tem carbono é entendido como orgânico, enquanto o que não tem carbono é inorgânico.

As ligações que mantém átomos de moléculas inorgânicas conectados são chamadas de ligações inorgânicas. Elas podem ser três tipos: ligações iônicas, ligações covalentes (ou moleculares) ou ligações metálicas.

O professor Lenine mandou avisar: “quem assistir, aprenderá!”

O que é ligação iônica

Vamos começar pela ligação iônica, que são as realizadas entre metais e não-metais. Elas seguem a chamada regra do octeto, em que todo elemento tenta chegar à estabilidade energética equiparando seu número de elétrons ao do gás nobre mais próximo (em número de elétrons de valência) na Tabela Periódica (aliás, aqui tem uma aula ótima sobre Tabela Periódica!).

Dominar essa regra é essencial para saber tudo sobre ligações químicas. Assista à aula que nada passará em branco:

O que é ligação metálica

As ligações metálicas, por sua vez, ocorrem entre metais. Esses elementos são especiais porque que têm alta eletropositividade, ou seja, desejam perder elétrons para alcançar a estabilidade.

Nas provas, as ligações metálicas aparecem com frequência sendo comparadas com outras ligações, especialmente em relação a propriedades físicas (como condutibilidade elétrica e ponto de fusão e ebulição). Veja no vídeo quais são essas diferenças:

captura-de-tela-2016-10-04-as-11-08-20

O que é ligação covalente

As ligações covalentes ou moleculares são caracterizadas pelo compartilhamento de elétrons, sendo que os elétrons compartilhados transitam pela eletrosfera dos dois átomos. As questões costumam perguntar em quais elementos a ligação ocorre.

 

Mais uma vez o professor Lenine vai te salvar dessa dúvida! Confira:

captura-de-tela-2016-10-04-as-11-09-49

 

Propriedades da matéria

Hoje em dia as provas cobram menos que você saiba qual a ligação está em jogo. Não é tanto o nome que importa, mas o que cada tipo de ligação vai oferecer em termos de propriedades da matéria.

Em termos de Enem, é preciso sempre estar atenta(o) às aplicações industriais e comerciais. Por exemplo: uma ligação química mais forte é mais difícil de quebrar, então vai necessitar de mais energia: e a gente sabe que energia custa dinheiro.