Organelas celulares e suas funções: como sua cidade pode te ajudar

A menor unidade com forma e funções definidas nos seres vivos é a célula. Mas como essa pequena estrutura sobrevive? Ela depende das organelas celulares, que vivem no citoplasma e trabalham juntas, cada uma desempenhando seu papel. É importante conhecer essas organelas celulares e suas funções para entender como a célula atua.

Quer um jeito fácil de entender as funções desses componentes de nomes difíceis? A gente ajuda! Pense que a célula funciona como uma cidade. Achou esquisito? Acompanhe o post e fique por dentro desse assunto de Biologia!

Prepare-se para o Enem 2019!

Receba aulas, dicas e temas de redação para a próxima prova

* preenchimento obrigatório
 

Plano de Estudos para o Enem 2019

Saiba o que estudar a cada semana em uma agenda organizada e fácil de usar. Mais fácil que isso, só a agenda do tempo de colégio 😉 Veja o cronograma

Núcleo: prefeitura

O núcleo é como se fosse a prefeitura da cidade, protegida por seus muros, a carioteca. O núcleo armazena as informações genéticas (DNA) e controla as atividades da célula, determinando o que os outros elementos devem fazer.

Citoesqueleto: edificações e ruas

É a organela que dá forma à célula, do mesmo jeito que as edificações dão forma a uma cidade. Além disso, o citoesqueleto participa do transporte de substâncias na célula, assim como as ruas em um município.

Mitocôndrias: usina de geração de energia

As mitocôndrias são responsáveis pela produção da energia da célula, assim como uma usina em uma cidade. Se na usina a energia chega em forma de eletricidade, nas mitocôndrias é produzida na forma de ATP a partir da respiração celular.

Ribossomos: fábricas

Os ribossomos têm a função de ligar aminoácidos e sintetizar proteínas. Funcionam como uma fábrica que precisa transformar matérias-primas em um produto final. O ribossomo é formado por duas unidades: RNA ribossomal e proteínas.

Complexo de Golgi: garis

O complexo de Golgi é responsável por coletar e ensacar tudo o que sairá da célula (secreção celular), assim como os garis recolhem o lixo.

Vacúolos: caminhões de lixo

Os vacúolos são encarregados de transportar para fora da célula o que foi ensacado pelo complexo de Golgi (garis).

Lisossomos: recicladora de lixo

Essas organelas, exclusivas de células animais, realizam a digestão intracelular, como se fosse a empresa recicladora de lixo da cidade. Elas possuem enzimas (máquinas de reciclagem) responsáveis pela transformação das substâncias em moléculas, que podem ou não ser aproveitas pela célula, assim como o lixo reciclado.

Não é assinante?

Estude com a gente!

Centríolos: departamento de obras

São organelas que participam do processo de divisão celular, ou seja, são como o departamento de obras, responsável pela construção de novas células.

Retículo endoplasmático: Correios

Essa estrutura atua como uma rede de distribuição das substâncias dentro das células, assim como os Correios de uma cidade, que distribuem correspondências e mercadorias.

Existem dois tipos de retículo endoplasmático:

  • rugoso (granular): responsável por boa parte da produção de proteínas, já que apresenta ribossomos em sua membrana externa;
  • liso (agranular): realiza a produção de lipídios e processos de desintoxicação da célula.

Membrana citoplasmática: fronteiras

A membrana citoplasmática funciona como os limites (fronteiras) da cidade. Nela, portanto, o que entra e sai da célula é inspecionado.

Quando você pensar nas organelas celulares e suas funções, lembre-se de uma cidade. Essas estruturas garantem que a célula se mantenha viva, assim como os órgãos e estabelecimentos de uma cidade, cada um desempenhando um trabalho diferente, mas em conjunto.

Gostou desta aula de Biologia? Achou mais fácil de assimilar do que as aulas tradicionais? Confira outros posts voltados para o vestibular e o Enem curtindo a gente no Facebook!

Assine nosso Curso Completo

Opções de pagamento no cartão de crédito ou no boleto, em até 12x! Experimentar 7 dias