Nota da Redação: Inep libera espelhos da dissertação-argumentativa do Enem 2018

O Inep, órgão do MEC responsável pelo Enem, divulgou nesta terça-feira, 19 de março, os espelhos de Redação da edição de 2018 do Exame Nacional do Ensino Médio. Os espelhos são versões digitalizadas das dissertações-argumentativas escritas à mão por estudantes durante a prova do ano passado.

Quem realizou o Enem 2018 pode acessar a página de participando no site oficial do Enem para conferir seu espelho de redação. O espelho também traz a correção do texto. Até então, estudantes tiveram acesso apenas à nota final da dissertação-argumentativa.

Cinco competências

A nota final da redação do Enem é composta a partir de cinco notas, em cinco competências distintas. Cada competência tem uma grade de pontuação que vai até 200 pontos, somando o total de 1.000 pontos que é a nota máxima da dissertação-argumentativa no exame.

>> Conheça as 5 competências que o Enem avalia

As competências são pontuadas a partir de uma matriz, ou seja, não existem notas “quebradas”. Todos os anos o Inep divulga uma nova matriz de referência com a pontuação e as expectativas que devem ser atendidas pelo texto de cada estudante.

Edital do Enem 2019

Junto com a divulgação dos espelhos de redação do Enem 2018, o Inep também reiterou informações sobre o Enem 2019. O edital do Exame Nacional do Ensino Médio deste ano deve sair “nos próximos dias”, segundo o presidente do Inep, Marcus Vinicius Rodrigues.

Tradicionalmente, o edital do Enem sai em março. Neste ano, porém, a data do exame foi divulgada antes do edital: o Enem 2019 será realizados nos dias 3 e 10 de novembro, dois domingos consecutivos, como no ano anterior.

 

O Inep também informou, mais cedo neste ano, que as questões do Banco Nacional de Itens estão sendo revisadas para eliminar temas de “ideologia de gênero“. As primeiras perguntas a serem revisitadas serão as que compõem o Enem.

Treineiros também podem ver nota

Junto com a divulgação dos espelhos de redação, o Inep divulgou também os boletins de desempenho dos treineiros do Enem 2018. São considerados treineiros e treineiras os(as) alunos(as) que realizaram a prova do Enem, mas ainda não concluíram o Ensino Médio, ou seja, não podem usar a nota final para ingresso em instituições de ensino superior.

Segundo o Inep, dos 6,7 milhões de inscritos e inscritas do Enem 2018, 8,9% fazem parte do grupo de menores de 18 anos que não realizou a prova como meio de ingresso no ensino superior.