Mapas mentais: Os esquemas que podem ajudar (e muito!) os seus estudos

Durante as aulas do nosso Curso Completo para Enem e vestibulares, nossos professores usam muito o quadro e as apresentações na tela para explicar o conteúdo. Esses esquemas são conhecidos como mapas mentais, elaborados a partir de determinadas técnicas de anotação e planejamento. O objetivo principal é trabalhar com a sua memória visual, e exatamente por isso a disposição das informações e a utilização de cores são bastante importantes.

Usamos muito os mapas mentais nas nossas aulas porque sabemos que o aluno tem mais facilidade em aprender com esse método, e neste texto nós vamos ensinar você a elaborar seus próprios mapas mentais em casa. Aliás, se você ainda não viu como são nossas aulas e como montamos os nossos esquemas, experimente o nosso curso de graça por 7 dias e dê uma conferida:

Prepare-se para o Enem 2019!

Receba aulas, dicas e temas de redação para a próxima prova

* preenchimento obrigatório
 

Plano de Estudos para o Enem 2019

Saiba o que estudar a cada semana em uma agenda organizada e fácil de usar. Mais fácil que isso, só a agenda do tempo de colégio 😉 Veja o cronograma

 

Elaborar um mapa mental é fácil e rápido, e a sua utilização como ferramenta de estudo realmente ajuda na memorização de qualquer conteúdo.

>> Plano de Estudos para o Enem

Siga os passos abaixo e comece hoje mesmo a elaborar os seus mapas mentais!

1) Folha branca

Utilize uma folha branca, preferencialmente na posição horizontal (para facilitar as “ramificações”) e canetas coloridas (várias cores). A folha pode ser de rascunho também, se você prezar pela sustentabilidade 😉

E lembre-se de fazer seus mapas mentais à mão mesmo, nada de usar o computador! Assim, você já começa a memorizá-los enquanto desenha, ou seja, o aprendizado acaba sendo mais rápido. O desenho não precisa ser nenhum Picasso, o importante é que funcione para você.

2) Tema central

No centro da folha você indica o assunto a ser mapeado, utilizando, sempre que possível, algum desenho que o remeta a esse assunto.

Para que o mapa mental seja memorizado facilmente, é importante que ele contenha apenas tópicos, e não frases explicativas. Se o tema for o descobrimento do Brasil, por exemplo, você pode desenhar uma bandeira do Brasil no centro da folha e escrever apenas Pedro Álvares Cabral – 1500, como no exemplo abaixo:

Dica Mapas Mentais 1

3) Ramificações

A partir da imagem central, faça “ramificações”, preferencialmente curvas, e acrescente informações na extremidade de cada uma delas, sempre através de palavras-chave. Para indicar os motivos do pioneirismo português no processo de expansão ultramarina europeia e o que os europeus buscavam com esse processo, por exemplo, você pode fazer as seguintes indicações:

Dica Mapas Mentais 2

Sempre que possível, utilize imagens, por mais simples que sejam, pois a memorização ficará ainda mais fácil. Para indicar que Pedro Álvares Cabral saiu de Portugal com uma frota de 13 caravelas, por exemplo, você pode desenhar um barquinho e escrever apenas o número 13:

Dica Mapas Mentais 3

Se necessário, você pode criar novas ramificações a partir dos ramos já desenhados. O importante é manter a hierarquia e a clareza das informações.

Pronto! Agora que você já sabe como elaborar um mapa mental, que tal começar a praticar? Você pode iniciar seu trabalho dando continuidade a esse mapa sobre o descobrimento do Brasil.

Assine nosso Curso Completo

Opções de pagamento no cartão de crédito ou no boleto, em até 12x! Experimentar 7 dias