Manual definitivo para fazer a prova da Fuvest

Alô, fuvestiano! Está se preparando para a prova da Fuvest e quer se certificar que tudo vai fluir perfeitamente no dia da prova? Como sabemos que ingressar em uma das universidades mais cobiçadas do país é motivo para muita ansiedade e noites sem dormir, criamos esse guia para deixar você seguro dos próximos passos 😉

O que você menos quer agora é ficar se estressando com a prova – e você tem toda razão! Por isso, vamos focar no que é importante: as coisas práticas que você precisa saber para fazer a prova da Fuvest. Preparado? Vamos lá!


Como é o exame?

Na primeira fase são 90 questões sobre Biologia, Física, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa, matemática e química, nas quais cada uma possui 5 alternativas, contendo só 1 correta. Na Fuvest a nota de corte estipulada para medicina, que costuma ser a mais elevada, é de aproximadamente 70 a 77 acertos.

Já na segunda fase são 3 dias de prova, sendo a prova de português no primeiro dia (gramática, literatura, interpretação de texto e redação).

A redação da Fuvest não possui uma abordagem tão atual comparada à do Enem. Contudo o conhecimento das atualidades mundiais é uma ótima ferramenta para otimizar a construção da argumentação do seu texto. Sendo assim, mantenha-se informado sobre o que acontece no mundo!

No segundo dia as questões são compostas por química, biologia, matemática, história, geografia e inglês — sendo que para medicina o terceiro dia é composto por física, biologia e química.

Muitas questões das provas são interdisciplinares, isto é, necessitam de conhecimentos de duas matérias ou mais. A segunda fase explora mais a fundo as matérias referentes ao curso escolhido. Dessa forma, programar-se para ela é muito importante! Não deixe de estudar cada uma das matérias para se sair muito bem na prova.

O que costuma cair na Fuvest?

Temos vários materiais sobre as provas anteriores que você pode ler e já ir se inteirando sobre o que é mais cobrando nas provas. Confira:

Posso ingressar na USP pelo Sisu?

A USP recentemente começou a aceitar a nota do Enem (pelo Sisu) como parte do processo seletivo, mas o número de vagas designado para esse sistema é pequeno: apenas 13% das vagas disponíveis — e não foram todas as graduações que aderiram a esse novo método. A medicina é um dos exemplos que permanece escolhendo os alunos apenas pela nota da Fuvest.

O que levar no dia da prova?

O drama da caneta preta? Diferentemente do Enem, o pessoal da Fuvest não é tão chato. Você pode levar caneta azul e preta, lápis, lapiseira, borracha, apontador, régua e compasso. Portanto, lembre-se de escolher bem o material que vai utilizar durante a prova, pois uma boa escolha pode otimizar seu desempenho.

Qual é o horário da prova?

Então, galera… É MUITO importante ficar de olho no horário. Em geral os portões abrem às 12h30 e fecham às 13h (ainda não foi divulgado o de 2018, mas deve seguir pela mesma linha). Não dê mole e chegue lá com antecedência. Tem trânsito, tem imprevisto, tem de tudo nessa vida!

Chegando uma ou duas horas antes, se preparar para prova será mais fácil. Lembre-se de revisar os materiais que você vai usar, checando se está tudo ali e se as coisas funcionam perfeitamente. Não é hora de se atrasar e dar sorte ao azar, estamos combinados?

Quando é permitido ir embora?

Terminei a prova, e agora? Se você terminar a prova antes das 16h, vai ter que esperar. Os candidatos só serão liberados a partir desse horário. Você tem que responder tudinho até às 18h.

É imprescindível usar a maior parte do tempo disponibilizado para fazer a prova. Sendo assim, certifique-se que você respondeu todas as questões, e caso acho necessário, revise-as. Depois disso, pode dizer tchau à primeira fase e se preparar para segunda!

Quais cuidados extras devo tomar?

Ler todo o edital da prova é o primeiro passo para que você não seja surpreendido por algum imprevisto. Dê uma atenção especial para o trecho que fala sobre as disciplinas que vão fazer parte das questões.

Dedicar alguns minutinhos nesse processo pode garantir um desempenho melhor. Certifique-se que você não deixou de estudar nenhum assunto que será abordado, certo? Outra dica muito importante é reservar as últimas semanas anteriores à prova para dar uma revisada nos conteúdos!

Quais documentos levar no dia da prova?

Em dúvida sobre o que levar para se identificar? A resposta é o documento de identidade, oras! Assim como no Enem, um documento com foto é obrigatório. Pode ser sua identidade, a CNH ou a carteira de trabalho. Lembre-se que é preciso apresentar um documento original e que a certidão de nascimento não é aceita nesses casos.

E o que eu não posso levar?

Como em todo vestibular, as regras sobre isso são bem genéricas: relógio, equipamentos eletrônicos (calculadoras, celulares, fones etc.), gorros, bonés e qualquer outro tipo de chapéu, materiais impressos e anotações são barrados.

Tomou nota? Ótimo, então bons estudos 😉