Enem Digital poderá ser feito pelo computador a partir de 2020, em modelo piloto

Imagine fazer a prova do Enem pelo computador. Essa visão vai começar a se tornar realidade a partir de 2020, segundo anunciou o MEC no dia 3 de julho de 2019. Para quem se inscreveu para o Enem 2019, nada muda.

O primeiro Enem Digital será um piloto — uma espécie de versão de testes — que vai chegar para 50 mil estudantes em 15 capitais do Brasil. A prova do Enem Digital seguirá, em princípio, a mesma lógica do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em papel: aplicação em dois domingos consecutivos.

 
PUBLICIDADE


Calendário do Enem Digital

O piloto do Enem Digital em 2020 já tem até data para ocorrer: será nos dias 11 e 18 de outubro. Tradicionalmente, a prova de papel é aplicada no início de novembro.

Segundo o MEC, fazer a prova pelo computador em 2020 será uma opção de cada estudante, disponível no ato da inscrição para o Enem. As 15 cidades em que o Enem Digital está previsto para acontecer no primeiro piloto são:

    Capitais de aplicação do Enem Digital em 2020 aparecem destacadas em mapa do Brasil

  • Belém (PA)
  • Belo Horizonte (MG)
  • Brasília (DF)
  • Campo Grande (MS)
  • Cuiabá (MT)
  • Curitiba (PR)
  • Florianópolis (SC)
  • Goiânia (GO)
  • João Pessoa (PB)
  • Manaus (AM)
  • Porto Alegre (RS)
  • Recife (PE)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • Salvador (BA)
  • São Paulo (SP)

Quem tiver problemas com o Enem Digital em 2020 poderá participar da reaplicação regular em papel, válida também para quem tiver dificuldades com o Enem não-digital do ano.

Como vai funcionar

O Enem Digital funcionará a partir de um programa de computador. A redação será digitada, também no mesmo programa. A questões do Enem Digital serão diferentes das do Enem regular, e ambos os exames serão distintos da reaplicação.

Os computadores que serão usados na aplicação ficarão por conta do consórcio (conjunto de organizações) responsável pela prova. Não haverá aquisição de máquinas para o Enem Digital, segundo o Inep.

Potencialmente, candidatas e candidatos poderão receber, no celular, a confirmação de entrega da prova. Poderão também checar, por exemplo, o gabarito — o que permitiria mais facilidade para entrar com recurso.

O Inep já começou o processo de “desenvolvimento/aquisição” da plataforma digital para a aplicação do Enem Digital, segundo a assessoria de imprensa do órgão. O desenho do programa vai levar em conta os dados do Censo Escolar.

Cursinho online para o Enem 2020

Assine e tenha acesso a mais de 400 aulas em vídeo sobre tudo o que cai no Enem 2020. São vídeos curtos, que você pode parar, voltar, e ver de novo até entender a matéria. O curso inclui exercícios, simulado e correções de redação! 7 dias grátis!

Cronograma progressivo

A intenção do MEC é que o Enem Digital vá crescendo entre 2020 e 2025, para que a prova seja 100% digital em 2026. Ou seja: nada de papel!

Os resultados de Enem em papel e Enem Digital, pelas previsões do MEC, devem sair juntos. Quando “virar a chave”, a reaplicação também deverá ser totalmente feita via computador.

Mais de um Enem por ano

De acordo com o MEC, o Enem Digital possibilitaria a aplicação da prova mais de uma vez ao ano. Atualmente o Enem ocorre somente uma vez, com reaplicação para quem teve problemas.

Para 2021, o Inep já prevê duas edições do Enem Digital. De 2022 a 2025, seriam quatro provas feitas via computador ao longo de cada ano. A intensão é chegar poder fazer até mais do que isso, com agendamento prévio.

Não é assinante?

Estude com a gente!

 

A reaplicação em caso de problemas de logística ou infraestrutura por parte do Inep, órgão do MEC responsável pelo Enem, será em somente papel, tanto para quem teve problemas com a versão regular do Exame quanto para quem teve dificuldades com o computador.

Questões interativas

Outra vantagem do Enem Digital, aponta o MEC, é utilizar questões interativas. Pelo computador é possível exibir vídeos, apresentar infográficos e até utilizar jogos para avaliar as(os) estudantes.

A aplicação da prova em mais municípios também entra como benefício do Enem Digital. Para ter uma ideia, o Brasil tem 5.570 municípios, mas o Enem 2019 será aplicado em 1.727 deles — cerca de 31% do total.

Plano de Estudos para o Enem 2019

Saiba o que estudar a cada semana em uma agenda organizada e fácil de usar. Mais fácil que isso, só a agenda do tempo de colégio 😉

Veja o cronograma!

Novo Ensino Médio

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, indica que as novas questões estarão mais alinhadas com as diretrizes do Novo Ensino Médio, aprovadas em 2017. A reforma incluiu conhecimentos  que hoje não seriam testados pela prova de papel.

“A aplicação em computador representa uma redução da complexidade da logística de aplicação. Esse formato tem foco no desenvolvimento da avaliação do aluno”, afirma Lopes.

Custos e meio ambiente

A lista de vantagens do Enem Digital, continua o MEC, ainda inclui a diminuição de custos com as impressões das provas em papel. O ministério vai imprimir, para o Enem 2019, mais de 10,2 milhões de exames em papel, com um custo de aplicação de cerca de R$ 500 milhões — segundo o Inep, 41,5% dos(as) 5,1 milhões de inscritos(as) confirmados tiveram de pagar os R$ 85 da inscrição. O piloto do Enem Digital em 2020 tem custo aproximado de R$ 20 milhões.

O gasto de papel para a impressão dos cadernos de provas também seria positivo, do ponto de vista ambiental.

Assine nosso Curso Completo

Opções de pagamento no cartão de crédito ou no boleto, em até 12x! Experimentar 7 dias