Quando você acha que já sabe tudo… Deu branco! E agora?

Você passa horas estudando determinada matéria e quando acha que já está com o conteúdo na ponta da língua percebe que, sem mais nem menos, deu branco! E agora?

Não se preocupe! Apagões no cérebro acontecem com todo mundo, mas algumas atitudes podem te ajudar a reativar sua memória e fixar o conteúdo com qualidade e definitivamente.

 
PUBLICIDADE


 

O post a seguir trará algumas dicas de como evitar esquecer ou não absorver todo o conteúdo que você passou horas se dedicando nos estudos.

Ah, antes de explicarmos as técnicas, é importante lembrar que a coisa mais importante para você aprender de verdade um conteúdo é ter um aprendizado de excelência. No Vestibular.com.br você estuda com os melhores professores da internet e tem macetes e técnicas infalíveis para jamais esquecer o que aprendeu. Ainda não é assinante do Vestibular.com.br? Essa é a hora de você experimentar:

Alimente-se de modo adequado

Em primeiro lugar, você precisa se alimentar corretamente, pois isso tem influência direta em como seu cérebro funcionará. Esta é uma recomendação importante, pois o “branco” pode ser provocado por falta de determinadas vitaminas e substâncias consideradas essenciais para o bom funcionamento da atividade cerebral.

Apesar de não sentirmos o nosso cérebro trabalhando ele precisa sim de muita energia para funcionar bem, e todo o metabolismo demandado acaba gerando muito resíduo químico oxidante.

Por isso, “desenferrujar” o cérebro com alimentos antioxidantes ajudam (e muito!) a evitar os apagões. Abacate, espinafre e lentilha, por exemplo, são alimentos ricos em vitaminas B, D e E, que ajudam o cérebro a trabalhar melhor.

O ômega-3, presente nas castanhas e no salmão, por exemplo, também evita o tão temido “branco”, pois dá ao cérebro mais fluidez, aumentando sua capacidade de transportar mensagens e sinais. Portanto, não deixe de incluir esses alimentos em suas refeições!

Controle sua ansiedade

As falhas de memória nem sempre são consequência da falta de algum nutriente. Muitas vezes elas decorrem de uma situação de estresse mental momentâneo, em que falta oxigênio no cérebro devido ao excesso de atividade.

Quando você fica nervoso sobre seu próprio desempenho, tende a perder o controle sobre habilidades que normalmente desempenharia de forma automatizada, ou seja, sem pensar efetivamente no processo.

Para compensar essa perda de controle, o cérebro precisa se concentrar também nesses atos que normalmente seriam mecânicos, e assim ele acaba processando muito mais informações que o normal, o que acarreta um maior consumo de oxigênio.

Quando isso ocorre, o cérebro pode se ver obrigado a abandonar algumas tarefas para se concentrar naquelas que considera mais essenciais, como manter o próprio equilíbrio do corpo, e é por isso que você esquece determinadas informações.

Procure manter sempre a calma

Segundo um estudo feito por psicólogos da University of Western Australia, pensamentos vagos e genéricos podem contribuir para que a atividade cerebral volte a fluir naturalmente, evitando o branco mental. Pensar em mantras e músicas, por exemplo, pode ajudar a relaxar o cérebro e, consequentemente, a recuperar aquelas informações que você tanto busca em sua memória.

Durma bem no dia antes da prova

Não adianta deixar tudo para última hora e estudar até altas horas no dia anterior à prova. Isso não resolverá seus problemas e, além disso, fará com que você chegue muito cansado para realizar o exame.

Seu cérebro precisa funcionar bem para responder as questões, e isso não será possível com você cansado e com sono. Certamente sua cabeça não funcionará e as horas de estudo terão sido em vão.

Comece pelo que sabe no dia do exame

É muito comum dar “branco” no dia da prova, e isso é ainda mais frustrante quando é com uma disciplina que você domina. Evite isso começando justamente pelo que você tem mais facilidade.

Suas chances de gabaritar as questões que você tem facilidade são muito maiores quando você ainda não está desgastado pelo tempo de realização da prova. Inicie com estas questões e depois vá para as que tem mais dificuldade.

Aprenda o conteúdo com calma e de forma dividida

Nada melhor para a memória e o aprendizado do que a rotina e o hábito dos estudos. O contato frequente com determinado assunto vai facilitar muito sua absorção do conteúdo, reduzindo muito as chances de esquecer.

Não tente estudar tudo de uma vez! O conteúdo vai sumir rapidamente da sua memória, ficando apenas vestígios do que você teve contato e, junto deles, muita frustração por saber que todo o empenho foi mal aplicado.

Tenha calma e não poupe tempo durante os estudos

Quem nunca disse que ia estudar e deu aquela lida superficial no conteúdo? Ainda que, na nossa cabeça, pensamos que foi o suficiente, acredite, não foi! Não tem como aprender um conteúdo, especialmente de prova, de forma tão breve.

Não só o tempo demandado para os estudos deve ser maior, mas também a sua aplicação com a matéria. Praticar também faz parte, pois a teoria por si só não fixará o conteúdo

A passada de olho rápida vai resultar em desespero no dia da prova, quando você perceber que ela não valeu de nada. Dedique-se!

Estude com associações para evitar o “deu branco”

A associação faz parte do processo de memorização, e usar isso ao seu favor durante os estudos é muito importante. Por exemplo, quer lembrar um nome complexo da disciplina de biologia? Associe-o a um termo parecido.

Use estas associações constantemente, não só com palavras, mas também com objetos, especialmente os que você poderá observar no local em que realizará a prova. Esse método deixará sua memória ativa e pronta para fazer associações.

Mantenha o foco e a concentração na sua prova

Um dos recursos involuntários que temos para nos livrar da ansiedade durante a prova é observar as outras pessoas na sala ou prestar atenção na conversa de professores e fiscais de prova. Tudo isso nos dá uma falsa sensação de alívio à pressão do exame.

Entretanto, além de perder muito tempo, retomar a concentração depois de ficar tão “aéreo” pode ser uma tarefa difícil. Ou seja, baixos níveis de concentração acarretarão em esquecimento do conteúdo que você estudou para a prova.

Evite que seu cérebro pense que deu branco! Seguir estas dicas vai te ajudar a se livrar dos imprevistos e das peças que o cérebro nos prega. Gostou do post? Compartilhe em suas redes sociais para que mais estudantes possam ver estas dicas valiosas!

Assine nosso Curso Completo

Opções de pagamento no cartão de crédito ou no boleto, em até 12x! Experimentar 7 dias