Demais ou de mais? Aprenda de uma vez por todas

Na linguagem, quando estamos lidando com termos semelhantes, todo cuidado é pouco. Um exemplo clássico é a confusão entre demais e de mais.

É bem provável que você já tenha se deparado com um texto e se perguntado qual seria a forma correta. Parece fácil, mas saiba que esse terreno, onde vocábulos (como o demais) e locuções (como o de mais) se misturam, é cheio de perigos.

O advérbio

Você, como todo vestibulando, deve estar esperando uma explicação rápida e prática, mas nós queremos aproveitar a dúvida (que não tem resposta fácil, diga-se de passagem) para relembrar um conceito fundamental para você entender a diferença entre de maisdemais: o advérbio.

Comece assistindo ao primeiro minuto da aula do professor Pitta e entenda o conceito básico por trás da oração adverbial:

captura-de-tela-2016-10-05-as-10-25-14

> Confira todas nossas aulas de Português

Agora vamos às diferenças específicas:

Quando usar demais

Quando você pode trocar a expressão demais por palavras como muito ou bastante, saiba que você está de frente com um advérbio de intensidade. Em geral, essa classe de advérbios serve para modificar um verbo, um adjetivo ou até um outro advérbio. No entanto, quando se trata do demais, o vocábulo altera apenas o verbo. Veja os exemplos abaixo:

  • Eu estudei demais
  • Ela corre demais
  • Você come demais

Veja que apenas o sentido do verbo foi alterado. Pode haver também o uso de dois advérbios, como na frase “O relógio é caro demais”, onde ambos são advérbios de intensidade, mas apenas o demais está relacionado ao verbo.

Mas nem sempre o demais é um advérbio de intensidade. Às vezes ele pode aparecer como um pronome indefinido, como na frase abaixo:

  • Fabiano e os demais colegas estão no pátio da escola

Veja que, nesse caso, o demais está acompanhando um substantivo. Mas tome cuidado, nem sempre o substantivo aparece. No exemplo acima, poderíamos dizer apenas que ‘Fabiano e os demais estão no pátio’. Nesse caso, o substantivo (colegas) está escondido (ou, como se diz no Português, elíptico).

Quando usar de mais

A locução de mais é formada por uma preposição (de) e um advérbio (mais). Ela pode ser usada sempre que você conseguir inverter o significado da frase utilizando a locução de menos. Exemplo:

  • Uns têm coisas de mais, outros têm coisas de menos.

É possível também aparecer a locução de mais quando queremos expressar que algo é anormal ou causa estranheza:

  • Não tem nada de mais em ficar aqui.

Demais e de mais?

Esclareceu um pouco, certo? Ótimo, só não pense que todos os seus problemas estão resolvidos. Há casos em que duas regras se aplicam, e ambas as formas podem aparecer. Um exemplo é o seguinte:

  • Ela estudou demais = Ela estudou bastante (advérbio)
  • Ela estudou de mais ≠ Ela estudou de menos (locução adverbial)

São casos raros e você não precisa se apegar a eles. Colocamos aqui só para você entender que mais vale entender as regras do que simplesmente decorá-las. Além disso, é bom estar atento as casos dúbios, para que você perceba bem as diferenças de uso.

Curtiu esta dica? Siga a gente no Facebook e no Instagram e fique por dentro de mais macetes como este!

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *