Conheça alguns livros clássicos em formato de quadrinhos

As adaptações da literatura clássica já existem há muito tempo. No Brasil, mais precisamente desde 1940, quando a Editora Brasil começou a produzir versões ilustradas de clássicos nacionais e internacionais.

Acontece que agora os quadrinhos fazem parte das Diretrizes Curriculares no país e podem ser fonte de ensino nas escolas – apesar de não substituírem de forma alguma os originais. Se você já leu os clássicos necessários para o vestibular e quer relembrá-los de uma forma bem divertida, conheça dez livros disponíveis em HQ.

Frankenstein, de Mary Shelley

Adaptado e desenhado por Taisa Borges.

O Pagador de Promessas, de Dias Gomes

Com texto e desenho de Eloar Guazzelli.

O Alienista, de Machado de AssisReprodução de um quadro interno do livro O Alienista na versão em quadrinhos mostra o médico sentado à mesa escrevendo, com uma pena, em um pergaminho

A versão em quadrinhos é roteirizada e desenhada pelos gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá.

Os Lusíadas, de Luís de Camões

O quadrinho é adaptado e desenhado por Fido Nesti.

Dom Quixote, de Miguel de Cervantes

Adaptação e desenho de Caco Galhardo.

O CortiçoImagem mostra a capa da obra O Cortiço na versão em quadrinhos, com cena do pátio interno do cortiço em que se passa o romance naturalista, de Aluisio Azevedo

O clássico do naturalismo brasileiro ganha versão escrita por Ivan Jaf e ilustrada por Rodrigo Rosa.

A Metamorfose, de Franz Kafka

Escrito e desenhado pelo norte-americano Peter Kuper.

Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust

Lançado em volumes ainda não completos, essa HQ é fiel ao texto original. Adaptação editada e desenhada pela francesa Stéphane Heuet.

A Volta ao Mundo em 80 Dias, de Júlio Verne

Escrito pelo norte-americano Robert Loren Fleming e desenhado pelo filipino Alfredo Alcala.

Moby Dick, de Herman Melville

Adaptado e ilustrado pelo norte-americano Bill Sienkiewicz.

Lembre-se de que as obras em quadrinhos podem ajudá-lo a relembrar a história, mas nunca substituirão o livro original. Portanto, não deixe de ler as obras pedidas pelo vestibular que você vai prestar!