Como usar a vírgula? Confira 4 dicas para nunca mais esquecer

A colocação correta das vírgulas é talvez um dos assuntos mais assustadores de quem vai encarar o Enem ou o vestibular. O assunto cai na prova de Português e também na de Redação, por isso é importante saber ao menos o básico.

A principal dificuldade no uso de vírgulas conforme a gramática normativa parece ser a relação que existe com a sintaxe. Os nomes complicados e as regras fazem as(os) alunas(os) “fugirem” do tema. Mas com esses macetes de uso de vírgulas, você já vai largar na frente.

Prepare-se para o Enem 2019!

Receba aulas, dicas e temas de redação para a próxima prova

* preenchimento obrigatório
 

Plano de Estudos para o Enem 2019

Saiba o que estudar a cada semana em uma agenda organizada e fácil de usar. Mais fácil que isso, só a agenda do tempo de colégio 😉 Veja o cronograma

1. Sujeito e verbo

A vírgula não separa sujeito e verbo. Essa é uma regra de ouro! Mas muita gente acha difícil identificar o sujeito.

O ideal é começar encontrando o verbo principal. Ele é aquele palavra que indica a ação, o que está ocorrendo ou sendo feito. Dá para pensar assim: se você só ouvir essa palavra no meio de uma festa barulhenta, você já tem uma ideia do que está acontecendo.

O próximo passo é descobrir quem está fazendo. Estudantes tendem a usar a ideia de que “vírgula é quando se para para respirar”. Mas quando o sujeito é muito comprido, essa ideia não funciona. Veja o exemplo.

A descrição detalhada e crua da realidade de ambos os grupos em sua obra contribui para esse papel.

Seguindo o passo a passo, identificamos o verbo “contribuir”. O sujeito é “a descrição”, mas não só essa palavra, já que todo o trecho “A descrição detalhada e crua da realidade de ambos os grupos em sua obra” refere-se a quem faz a ação de “contribuir”.

2. Antes de “mas”, sempre

Esse macete não tem confusão. Sempre antes de “mas” vai vírgula.

Mas não tem exceção? Claro, como você aqui nesse parágrafo: se o “mas” começar a frase, daí não tem vírgula antes dele. Mas nenhuma frase começa com pontuação, né? 😉

E tem mais uma coisa: essa regra serve para o “mas”, porém não se aplica ao “e”. Os dois conectivos tendem a ser estudados juntos, mas não funcionam sempre da mesma maneira quando o assunto é pontuação.

Não é assinante?

Estude com a gente!

3. Antes de gerúndio (-ndo)

Falando em nomes difíceis, muita gente já arregala os olhos quando ouve falar em “gerúndio”. Esse é o “nome completo” dos verbos que terminam em -ando, -endo e -indo, como “falando”, “comendo” e “dormindo”. Muitas vezes esses verbos são chamados de “linguagem de telemarketing”, porque os profissionais desse segmento costumam usar muito essas construções.

Na redação e na prova de Português, os gerúndios normalmente aparecem em explicações. Veja o exemplo:

As provas não são difíceis, dependendo do quanto você estuda.

Aqui, “dependendo” está no gerúndio. Por isso, a vírgula aparece antes dele. Veja que não é uma situação de sujeito/verbo, porque a frase é sobre a dificuldade das provas, ou seja, o verbo é “ser”.

4. Antes de conectivos

Mais um nome para complicar sua cabeça? Calma! Você não precisa fazer toda uma análise sintática para descobrir se tem vírgula ou não.

Os conectivos servem para ligar duas informações. No caso das orações subordinadas, a frase não faz sentido sozinha. Ou seja, se você só disser aquilo pra alguém, a pessoa não vai entender. Veja:

Embora não tenha sido assim.

O que é que “não foi assim”? Não temos como saber, porque só essa frase não explica. Essas frases soltas são chamada a de frases siamesas. Agora vejamos um exemplo completo:

Ele estudou meia hora e achou que ia passar, embora não tenha sido assim.

Ah, agora conseguimos sabe o que “não foi assim”. Então, como o exemplo mostra, usamos vírgula antes de “embora”.

Não é assinante?

Estude com a gente!

Confira uma lista dos principais conectivos que vêm depois de vírgula:

  • porém
  • contudo
  • entretanto
  • no entanto
  • apesar de (que)/ apesar disso
  • ainda assim
  • embora
  • senão
  • mesmo que
  • nem que
  • por mais/menos que
  • desde que
  • logo
  • portanto
  • pois
  • por isso
  • já que
  • visto que
  • assim como
  • bem como
  • que nem
  • de modo que

Cuidado com as pegadinhas

Esses macetes de uso de vírgula são muito úteis em questões com pegadinhas. Alguns vestibulares invertem a ordem das orações e removem a vírgula, o que não pode ocorrer.

Outro truque comum da prova é trocar o sentido. Assim, remove-se o “mas”, por exemplo, e usa-se um “e”, que não exige vírgula.

Fique ligada(o) nessas pegadinhas e procure ter um tempo para reler sua redação antes de entregar. Assim, você consegue ajustar a pontuação. Um pouco de calma e atenção ajudam muito a identificar esses casos e garantir pontos extras na sua dissertação!

Se você curtiu essa dica, compartilhe com seus amigos. Você pode acompanhar mais macetes nos nossos perfis do Facebook e do Instagram.

Assine nosso Curso Completo

Opções de pagamento no cartão de crédito ou no boleto, em até 12x! Experimentar 7 dias