Como aprimorar seu repertório sociocultural com 5 dicas

Se você já leu algum edital do Enem, deve ter reparado que um dos critérios para a correção da competência 2 é o repertório sociocultural. Mas afinal, o que é isso e por que o Enem (e os vestibulares) consideram esse repertório importante?

O repertório sociocultural pode ser definido como a nossa visão de mundo. É um conhecimento construído a partir das nossas experiências, observações, conversas, curiosidades e leituras. Auxilia, dessa forma, a expormos nossas ideias com fundamentação.

Correção de Redação +
Curso Completo

Assine o pacote Semestral por 6x R$ 11,70 e ganhe duas correções de redação por mês!

Experimentar 7 dias

 

Para o estudante que pretende entrar em uma universidade, é essencial enriquecer esse repertório para conseguir se sair bem na redação do Enem e dos principais vestibulares. Além de ajudar nessas provas, esse conhecimento abre a mente do aluno, ou seja, faz com que o indivíduo se torne mais hábil também na interpretação e na resolução de questões de outras áreas do conhecimento.

Acompanhe este post e veja 5 dicas para você aprimorar seu repertório sociocultural e tirar nota 1.000 na prova de redação.

1. Torne-se um leitor voraz

Essa é a primeira dica e a mais importante! O aluno precisa ter o costume de ler jornais, revistas e livros de autores consagrados. “Voraz” significa ter muuuita fome por algo: no seu caso, tenha fome de conhecimento!

O repertório sociocultural é formado por assuntos da atualidade e sua ligação com acontecimentos históricos. Assim, é essencial manter-se bem informado. E não tem desculpa — você vive conectado, portanto, tem portais de notícias sempre à mão 😉

Acompanhe os fatos políticos, econômicos, sociais e procure fazer conexões com outros campos do conhecimento. É importante se informar a partir de diferentes perspectivas para ter uma visão ampla.

Separe uns 30 minutos por dia para saber o que está rolando no Brasil e no mundo. Lembre-se de que fatos e dados são muito úteis para construir sua argumentação na redação.

Livros

Além das notícias, acostume-se a ler livros. Literatura brasileira, internacional, biografias, obras de filosofia — seja eclético, ou seja, leia assuntos variados e comece a construir uma bagagem cultural.

A leitura, além de aprimorar sua visão de mundo, é uma ferramenta para deixar você craque na língua portuguesa. Está esperando o quê para ir até a biblioteca mais próxima?

Não é assinante?

Estude com a gente!

2. Assista a filmes de qualidade

O cinema oferece um repertório sociocultural riquíssimo. São filmes, séries e documentários para você entender História, culturas e costumes, assuntos científicos e outros temas.

O melhor é que dá para fazer isso explorando o Netflix, YouTube e outros serviços do gênero. Lembre-se de observar o que é ficção e o que é documentário.

3. Participe de discussões

Proponha para os seus amigos a discussão de temas que estão em alta. É uma forma de você expor o seu ponto de vista e defender uma ideia. E pode ser uma boa desculpa para tomar um suco ou um café longe dos livros 😉

Na escola, seja participativo nas discussões em sala de aula com outros colegas e professores e, caso não concorde com uma ideia, não tenha vergonha de pedir explicações. Lembre-se: vale discordar, mas não vale desrespeitar.

Redes sociais

Um ótimo terreno para as discussões são as redes sociais, como o Facebook. Isso mesmo: essa plataforma vai muito além de curtir as selfies dos amigos! Você pode acompanhar os assuntos, ficar por dentro de diferentes opiniões, levantar questões e, é claro, defender suas ideias.

4. Seja curioso

Para aprimorar seu repertório sociocultural, você não pode ser conformado ou desinteressado em relação ao mundo. Seja curioso e procure entender aquilo que não conhece.

Pesquise ou converse com pessoas mais experientes para ter uma visão global dos diferentes temas que o cercam. Visitar exposições, museus e outros espaços culturais também é uma forma de abrir a mente e ficar por dentro de vários temas.

Não é assinante?

Estude com a gente!

5. Fuja do óbvio

Um dos principais sinais de que você tem ainda muito espaço para ampliar seu repertório sociocultural é repetir o óbvio. Faça o teste: quando você lê uma tema de redação, suas primeiras ideias são iguais ao textos de apoio? Então está na hora de pensar fora da caixa!

Uma forma de fazer isso é buscar opiniões diferentes sobre o mesmo assunto. Qual argumento cada lado tem? Você também pode fazer o exercício de listar 5 argumentos para uma redação sobre o assunto que está lendo.

Outra ideia é pensar em temas correlatos. Por exemplo: os desafios para a educação envolvem o que mais, além de investimento e infraestrutura? Políticas públicas, conscientização social, participação familiar? Lembre-se de que ficar só nos assuntos que os textos de apoio baixa a sua nota na redação.

Construir um rico repertório sociocultural vai auxiliar você a entender com facilidade o tema proposto na redação do Enem e dos vestibulares e, assim, construir um texto dissertativo-argumentativo com embasamento. Esse é o caminho para quem sonha com uma vaga nas principais universidades do país.

Curtiu os macetes? Então confira outras dicas de Redação!

Assine nosso Curso Completo

Opções de pagamento no cartão de crédito ou no boleto, em até 12x! Experimentar 7 dias