Aprenda de uma vez por todas as diferenças entre mitose e meiose

Um organismo passa, ao longo de sua vida, por dois tipos de divisão celular: a mitose e meiose. Essas divisões acontecem a todo tempo, porém em diferentes situações. Por isso, estudantes precisam entender bem as especificidades de cada uma delas para compreender a complexidade da divisão celular como um todo.

Pensando nisso, preparamos este post para você que estuda a mitose e a meiose nas aulas, vê o assunto caindo sempre no Enem, mas nunca consegue aprender de verdade as diferenças entre elas.

Para entender a mitose

Nossa primeira recomendação, antes de recorrer aos macetes, é que você assista às nossas aulas. Para começar a entender diferença entre mitose e meiose, comece com o vídeo abaixo, sobre divisão celular.

A mitose é um processo que está sempre acontecendo no núcleo das células, por isso, dizemos que ela é uma atividade contínua. Para ficar mais fácil de entendermos esse processo, ele foi dividido em 5 fases: prófase, metáfase, anáfase, telófase e intérfase. Cada uma dessas fases vão culminar em modificações no citoplasma e no núcleo celular.

Para entender a meiose

Depois de assistir ao vídeo sobre mitose, aproveite e assista ao vídeo no qual o professor Villa fala sobre a meiose. Pois, esta segunda aula vai fazer com que você nunca mais erre uma questão sobre o assunto. Confira:

aula divisão celular meiose

É a meiose, divisão do citoplasma, que vai garantir a diversidade genética de organismos, ou seja, é na meiose que as características específicas são definidas. A meiose é dividida em 4 fases que acontecem de forma duplicada e na primeira fase, a prófase, há subdivisões que são denominadas de leptóteno, zigóteno, paquíteno, diplóteno, diacinese.

>> Conheça 3 macetes para lembrar os conteúdos de Biologia

As fases da mitose e da meiose

Neste tópico vamos falar sobre as fases da mitose e da meiose procurando caracterizá-las para que você entenda melhor esses processos. Sabemos que é uma matéria complexa para se aprender, por isso, é essencial que você assista aos vídeos.

Mitose

  1. Prófase: é quando os cromossomos são formados por conta do aumento do volume do núcleo e da condensação da cromatina;
  2. Metáfase: é quando os cromossomos ficam tão condensados que formam uma linha no meio da célula;
  3. Anáfase: quando a duplicação acontece e os cromossomos se deslocam para os pólos do fuso;
  4. Telófase: começa o processo de descondensação dos cromossomos;
  5. Intérfase: quando as duas mitoses se separam.

Meiose

  1. Prófase I: Fase longa e bem complexa, pois apresenta subdivisões:
    1. Leptóteno – Cromossomos são visíveis, mas ainda em um denso emaranhado;
    2. Zigóteno – Começa a combinação dos cromossomos homólogos;
    3. Paquíteno – Os pares de cromossomos homólogos são pareados por completo. É quando ocorre o crossing-over;
    4. Diplóteno – Afastamento dos cromossomos homólogos que continuam unidos apenas pelos quiasmas;
    5. Diacinese – Condensação máxima dos cromossomos.
  2. Metáfase I: A membrana nuclear desaparece e os cromossomos se alinham;
  3. Anáfase I: Cada bivalente é puxado para um canto da célula;
  4. Telófase I: Os dois conjuntos se agrupam cada um em um canto da célula;
  5. Prófase II: Neste ponto, começa a meiose II. Bem simples, há a condensação que resulta em novas células;
  6. Metáfase II: Os 23 cromossomos de cada cromátide se prendem ao fuso;
  7. Anáfase II: Cada cromátide migra para pólos opostos;
  8. Telófase II: É formada a membrana nuclear.

Principais diferenças entre mitose e meiose

Como já vimos, tanto a mitose quanto a meiose são formas de reprodução celular. A mitose, no entanto, gera duas células-filhas exatamente iguais à primeira, com a mesma carga genética. Os conteúdos genéticos da célula-mãe e das células-filhas são, portanto, idênticos, com o mesmo número de cromossomos.

Já a meiose produz quatro células-filhas com materiais genéticos diferentes da célula-mãe e também diferentes entre si. As células-filhas na meiose possuem metade do número de cromossomos das células-mãe. Uma dica para que você não se esqueça, é usar a própria palavra: a MEIOse reduz ao MEIO o número de cromossomos!

Outra diferença importante é que a mitose ocorre na maioria das células somáticas, que constituem a maior parte das células do corpo humano. Enquanto a meiose, por sua vez, ocorre nas células germinativas, que dão origem aos gametas, em células-mãe de esporos e no zigoto de algas e fungos.

Características da mitose e da meiose em diferentes situações

Para entendermos melhor como mitose e meiose se relacionam é preciso que compreendamos as especificidades apresentadas nos vídeos sobre cada uma das divisões celulares. Agora que você está pronto, vamos a algumas características que são específicas para cada uma delas em diferentes situações.

Na sinapse:

Os cromossomos das células formadas por mitose não entram em sinapse, ou seja, não formam pares emparelhados que constituem o complexo sinaptonêmico – uma estrutura formada por proteínas em um eixo central e duas barras laterais de pares cromossômicos. Já na mitose a sinapse ocorre e é observada na fase prófase I, na subfase de zigóteno.

No crossing-over:

Na mitose não há permutação entre cromossomos homólogos, também chamada de crossing-over. Esse processo é a troca de fragmentos entre os cromossomos, alterando a tendência de os genes alelos permanecerem unidos no mesmo par de cromossomos. Esse fenômeno, no entanto, pode acontecer na prófase da meiose.

Na formação de quiasmas:

Na mitose não há formação de quiasmas entre os cromossomos homólogos, o que só ocorre na meiose. Quiasmas são pontos de encontro entre os cromatídios (cada um dos dois filamentos de DNA que provêm da duplicação de um cromossomo).

Nos produtos mitóticos e meióticos:

Produtos mitóticos são geralmente capazes de sofrer outras divisões por mitose. Já os produtos meióticos não podem sofrer outras divisões por meiose, mas podem acontecer divisões por mitose.

Entender as fases da mitose e da meiose e suas principais características, pensando nos principais pontos de diferença entre elas e na importância dessas divisões para a formação de organismos, é essencial para que você esteja apta ou apto a resolver questões básicas que envolvam o assunto.