Tabela periódica

Aula exclusiva para assinantes

Assine o Vestibular.com.br e tenha acesso ao melhor conteúdo para vestibulares e Enem.

Experimente 7 dias grátis

A tabela periódica organiza os elementos químicos de acordo com suas propriedades. Sua versão inicial, proposta por Mendeleev (Nobel de Química de 1816) propunha ordenamento por massa atômica. Mas a que usa atualmente é o modelo de Moseley, em ordem de número atômico (ou número de prótons). É dividida em grupos ou famílias (colunas) e períodos ou séries (linhas). Os períodos equivalem ao número de níveis, ou de camadas de elétrons.

Nos elementos chamadas representativos, a linha indica a quantidade de elétrons na última camada (camada de valência). Quanto aos grupos, é importante destacar que elementos da mesma família têm propriedades químicas semelhantes. Podem ser indicados pelo número em sequência (1, 2, 7, etc), ou indicando a representatividade (1A = 1, 2A = 2, 3A = 13, etc). Também há nomes específicos: metais alcalinos, alcalino-terrosos, calcogênios, halogênios, gases nobres. Além dos representativos, há os elementos de transição – subnível energético B -, em que não é possível determinar o número exato de elétrons na última camada pelo período na tabela. São subdivididos em elementos de transição externa e os de transição interna (séries dos lantanídeos e actinídeos).