Ligações Iônicas

Aula exclusiva para assinantes

Assine o Vestibular.com.br e tenha acesso ao melhor conteúdo para vestibulares e Enem.

Experimente 7 dias grátis

Ligações iônicas são as ligações químicas realizadas entre metais e não-metais (o caso especial é a amônia, que comporta-se como cátion). Seguem a chamada regra do octeto, em que todo elemento tenta chegar à estabilidade energética equiparando seu número de elétrons ao do gás nobre mais próximo (em número de elétrons de valência) na Tabela Periódica.

Na ligação iônica há formação de íons. Metais têm alta eletropositividade, isto é, tendência a perder elétrons e ficar com carga positiva, tornando-se cátions. Ametais têm alta eletronegatividade, isto é, tendência a ganhar elétrons e ficar com carga negativa, tornando-se ânions. O sal de cozinha é o exemplo mais importante, e permite observar claramente as principais características dos compostos iônicos: sólidos cristalinos que conduzem eletricidade apenas quando dissolvidos em água ou em estado líquido (no caso, derretidos). Ligações iônicas são as mais polares possíveis, por isso os compostos têm alto ponto de fusão e de ebulição.