Hibridação e Orbitais

Aula exclusiva para assinantes

Assine o Vestibular.com.br e tenha acesso ao melhor conteúdo para vestibulares e Enem.

Experimente 7 dias grátis

A hibridização ocorre quando há ligações entre átomos que compartilham elétrons. Os orbitais de níveis s e p da camada de valência tornam-se híbridos, criando orbitais intermediários chamados sp, sp2 ou sp3. Há casos especiais em que criam-se também orbitais híbridos sp3d e sp3d2.

O carbono é o principal caso cobrado quanto à hibridização, e deve ser avaliado de acordo com o número de ligantes. Quando há quatro ligantes, todas as ligações são do tipo sigma e todos os elétrons da camada de valência movem-se para o orbital híbrido. Quando há menos, o que significa uma ligação dupla ou simples, tem-se uma ligação pi e uma sigma (ou duas sigma, no caso da ligação tripla), e os orbitais das ligações pi não se hibridizam. Ou seja, mantêm-se na orbital chamada p puro