Concentração de Soluções II

Aula exclusiva para assinantes

Assine o Vestibular.com.br e tenha acesso ao melhor conteúdo para vestibulares e Enem.

Experimente 7 dias grátis

Concentração de solução diz respeito à quantidade de matéria em soluções. É dada em mols/Litro, ou seja, quantidade de mols do soluto em um litro de solução. O primeiro passo é converter a concentração comum, dada em g/Litro, para concentração molar, a já referida em mols/Litro. Use-se regra de três.

É possível calcular também a molaridade iônica, ou seja, a quantidade de mols de íons (cátions e ânions) formados por solutos que se ionizam em água. Monta-se a equação estequiométrica e calcula-se na proporção, somando, por fim, a molaridade dos cátions à molaridade dos ânions. Quando a questão relaciona titulação (T) e densidade (d) com concentração comum (C), usa-se a fórmula C = T. d. 1000, cujo macete pode ser lido: “Comigo (=) Tudo mil”.