Civilização Grega II

Aula exclusiva para assinantes

Assine o Vestibular.com.br e tenha acesso ao melhor conteúdo para vestibulares e Enem.

Experimente 7 dias grátis

As cidades-Estado gregas alcançaram um significativo crescimento econômico durante o Período Clássico, levando a civilização grega ao seu apogeu. Esse crescimento econômico, contudo, entrou em confronto com os interesses do Império Persa, o que deu origem às chamadas Guerras Médicas.

Para enfrentar os persas, os atenienses se uniram a outras cidades-Estado na formação da Liga de Delos, e conseguiram de fato saírem vitoriosos, enquanto os espartanos acabaram derrotados. Com isso, Atenas se fortaleceu significativamente, o que provocou um novo conflito, dessa vez com Esparta. Esse conflito deu origem a uma guerra civil denominada Guerra do Peloponeso, que se estendeu por 27 anos e, apesar da vitória espartana, acabou enfraquecendo ambas as cidades. Fragmentada e enfraquecida, a Grécia foi invadida pelos macedônios – fato que marcou o fim do Período Clássico e início do último período da história grega, chamado de Período Helenístico.

O principal líder macedônico foi Alexandre Magno (também conhecido como Alexandre, o Grande), que conseguiu conter as resistências à dominação macedônica e realizar um processo de expansão. Após sua morte, porém, o Império Macedônico foi fragmentado, o que facilitou sua dominação pelos romanos e o fim da civilização grega.